MANIFESTO DA COLAGEM, 1996

Manifesto da Colagem, escrito por integrantes do NEO TAO em 1996

Uma idéia quando surge é uma colagem de signos e intenções

Objeto é qualquer coisa

a colagem se utiliza de objetos

Colar é perceber e agregar

pensar e compôr

querer e fazer

OS MATERIAIS PERDEM A SUA FORÇA INDIVIDUAL

GANHANDO UMA FORÇA UNIFICADA

FICAM SUBMETIDOS AO DESEJO DO ARTISTA

E à sua capacidade de expressão

 

Colagem é achar o TAO

Organizando o CAOS

 

Colagem é qualquer coisa

(um carro, uma casa uma pessoa?)

Colagem não é qualquer coisa

Colagem é __________________________

(MANIFESTE-SE!)

NEOTAO_Manifesto-Colagem-1998

E também não é só isso!?&#ªº=&%$!><|!!!!!

É sempre mais

ZAPEAR NA TV É FAZER COLAGEM NA CABEÇA

Folhear uma revista, também, são colagens de informação

Mas o artista da colagem  junta suas informações e as mostra pra todo o Mundo

Através dos materiais que recolhe e compõe

Colagem é a apropriação de coisas prontas para serem terminadas

Colagem é a transferência de um todo  destruído

descaracterizado

descontextualizado

Para outro todo a ser

(re) construído

recaracterizado

recontextualizado

COLAGEM NÃO TEM LIMITES

O LIMITE DA COLAGEM É O LIMITE DA COMPOSIÇÃO DE FORMAS NO UNIVERSO

d.sêda,e.müller,f.espíndola      1996

 

Link para download do manifesto em PDF

 

 

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s